13º Felit - Festival de Literatura de São João del-Rei, Tiradentes e Santa Cruz de Minas Festival de Literatura de São João del-Rei, Tiradentes e
Santa Cruz de Minas

10 a 22 de Setembro de 2019

Luiz Ruffato


Luiz Ruffato, uma das maiores expressões literatura brasileira atual. Ele é de Cataguases, Minas Gerais, e acumula inúmeros prêmios. Filho de um pipoqueiro semianalfabeto e de uma lavadeira de roupas analfabeta, Ruffato formou-se em tornearia-mecânica no Senai de Cataguases (1977) e em Comunicação Social pela Universidade Federal de Juiz de Fora (1981).

Exerceu várias atividades: trabalhou como auxiliar de pipoqueiro, caixeiro, balconista de armarinho, operário têxtil, torneiro-mecânico, professor, gerente de lanchonete, vendedor de livros ambulante e jornalista. Nesta profissão, fez carreira em São Paulo, a partir de 1990, como repórter de Economia, redator, subeditor e editor de Política, coordenador de Política e Economia e secretário de Redação, encerrando suas atividades em abril de 2003, quando passou a se dedicar exclusivamente à literatura.

Como escritor, lançou seu primeiro livro em 1998 (Histórias de remorsos e rancores); o segundo em 2000 (os sobreviventes), que ganhou uma Menção Especial no Prêmio Casa de las Américas, de Cuba; o terceiro em 2001, Eles eram muitos cavalos, Prêmio APCA, Prêmio Machado de Assis de Narrativa da Fundação Biblioteca Nacional e indicação para o Prêmio Jabuti. Este livro virou peça de teatro e está editado na Itália, França, Portugal e Argentina. Luiz Ruffato tem também histórias publicadas em revistas e antologias em francês, italiano, inglês, espanhol, croata, sueco, em Portugal e Angola.

Por ser um dos mais expressivos autores brasileiros da atualidade, o FELIT presta, assim, homenagem ao escritor.